• Tatiane Paixão

Manifesto pela autoridade sem plágio

Autoridade sim, plágio não! E dez dicas para construir autoridade sem plágio


Em tempos de sociedade interconectada, emissor-receptor na mesma pessoa, reputação cotada a ouro, algoritmos monitorados como a bolsa de valores e engajamento digital como o pão nosso de cada dia, quem não quer ser autoridade digital?


Até aqui nada de errado, exceto pelo fato de que a autoridade não pode ser construída a todo custo, ou melhor, a custo da propriedade intelectual que pertence a outra pessoa. Mas, infelizmente, são cada vez mais corriqueiros os relatos de Autoridades, com A maiúsculo, que sofrem plágio de seus conteúdos disponibilizados publicamente em prol da educação colaborativa e desenvolvimento da sociedade.


O que para muitas pessoas pode parecer preciosismo ou inofensivo, para nós, profissionais que dedicam suas carreiras à gestão da reputação, isso é caso muito sério. Sério porque pode invocar o Código Penal em alguns artigos sobre plágio descritos em nossa Constituição Federal. (Saiba mais em: Plágio: quando a cópia vira crime).


Então, pra você que deseja construir autoridade de forma consciente e responsável, listo aqui 10 dicas para não cair em exposição negativa, e até evitar um cancelamento 😉

1. Autoridade se constrói na verdade - na sua verdade - antes de tudo.

2. Autoridade se mantém na confiabilidade. Quão confiável você é para as outras pessoas?

3. Autoridade parte de suas experiências, vivências e estudos que sejam relevantes para as pessoas das áreas as quais você se dedica.

4. Autoridade não só gera inspiração, mas também se abastece dela. O segredo é sempre citar a fonte inspiradora.

5. Autoridade pode, e deve, fazer uso de citações e referências de outros conteúdos pertinentes, desde que as fontes sejam mencionadas.

6. Autoridade gera autoridade: ao marcar as pessoas autoras de outros conteúdos em seus conteúdos você dá exemplo ético e, de quebra, pode ter essas mesmas pessoas como suas novas seguidoras.

7. Autoridade evita o uso exagerado de citações, a fim de preservar a autoria de seu próprio conteúdo.

8. Autoridade entende e respeita o conceito de plágio: “imitação de trabalho, geralmente intelectual, produzido por outrem.” (dicionário Michaelis On-Line)

9. Autoridade admira e valoriza outras autoridades, criando um espaço saudável de compartilhamento de saberes e de construtos colaborativos para um futuro mais inclusivo, acessível e digno.

10. Autoridade advoga por espaços coletivos justos e confiáveis, intervindo quando algo viola o respeito às pessoas e sua liberdade de expressão.


Se essas dicas fazem sentido pra você, adote a hashtag #autoridadesimplágionão a cada conteúdo de valor compartilhado em suas redes. Bora fazer a diferença!

#autoridadesimplágionão #plágioécrime #autoridadeverdade #reputação



* Tatiane Paixão é Relações Públicas dedicada à reputação sustentável e fundadora da PR4IMPACT. Conselheira no HubMulher. Embaixadora do Capitalismo Consciente Brasil e Líder da Filial para Sorocaba e Região.