Tendências em Content Marketing para 2019

24/01/2019

Content Marketing deixou, há muito tempo, de ser uma buzzword no mercado de comunicação, ou mera boia de salvação para redações cada vez mais enxutas. Num mundo infestado com fake news e informações em excesso, é fundamental que marcas e organizações invistam em mensagens capazes de gerar credibilidade e autoridade. Mas em que apostar? Há certas áreas – algumas novas, outras nem tanto – que têm despertado a atenção do mercado. É o caso de conteúdo para vendas, atendimento ao cliente, vídeo, SEO e pilares de conteúdo.

Conteúdo voltado para vendas é oportunidade
Um nicho que promete mais em 2019 é o de conteúdo direcionado para vendas. As áreas comerciais estão descobrindo como ele pode ser importante para fazer um potencial cliente avançar na jornada de compras, evoluindo de lead para consumidor efetivo.

 

Um representante de vendas pode enviar para seus prospects, por exemplo, newsletters e informações personalizadas que falem diretamente sobre as dores de seus clientes, ou peças capazes de mostrar o valor da oferta de sua organização.

 

Atendimento ao cliente: nicho negligenciado
Outra área anteriormente esquecida pelo content marketing é atendimento ao cliente. Caso a área de conteúdo de sua organização se aproxime de seu SAC e municie-os com, por exemplo, FAQs, a experiência do cliente do cliente é mais suave e a equipe de atendimento provavelmente será mais produtiva.


Um benefício direto deste tipo de conteúdo é que páginas desta natureza costumam ter um bom posicionamento no Google, o que nos leva a uma tendência de marketing de conteúdo que já é forte há anos.

 

SEO continua em alta
Não adianta ter o melhor conteúdo do mercado se as pessoas não conseguem encontrá-lo. Ter um excelente material sem uma estratégia sólida de SEO é como ter uma Ferrari com combustível de quinta categoria: pode até funcionar, mas não sem muito sofrimento.

 

Estude as palavras-chave do conteúdo, veja como como o assunto é procurado pelas pessoas e responda às dúvidas do consumidor. Preocupe-se com aspectos como tempo de carregamento da página e comportamento da página em dispositivos móveis – não custa lembrar, só no Brasil mais de 58 milhões de pessoas acessam a Internet via celular.

Vídeo também
E sabe qual é o segundo mecanismo de busca mais utilizado no mundo? É o YouTube. Por isso, vídeo é outra dessas tendências que se eternizam em cada artigo sobre o que há de mais quente no mercado de comunicação.

Em primeiro lugar, não tente desesperadamente vender. A prioridade do vídeo é contar uma história. Certifique-se de que ele é interessante e engajador. Você deve pensar mais como um produtor de cinema do que como vendedor ou marqueteiro.

Pilares de Conteúdo são cada vez mais importantes
Vídeo é um formato comum em um tipo de página chamada de Pilar de Conteúdo. Elas buscam dar ao seu visitante uma experiência diferenciada, incentivando-os a interagir com a sua organização e sinalizando ao Google que são materiais úteis.

 

Geralmente, pilares de conteúdos trazem vídeos, infográficos e conteúdos ricos. Não à toa, demandam mais tempo e esforço para serem produzidos. No entanto, o resultado em termos de geração de visitas e leads são consistentes e valem a empreitada. Por isso, eles se mantêm como uma tendência consistente para o ano.

Avaliar e testar sempre
Como sempre, não basta aplicar esta ou aquela tendência cegamente para o seu mercado ou foco de atuação e, presto, seus resultados aparecerão automaticamente. É necessário avaliar o seu posicionamento estratégico e, sobretudo, qual é o comportamento de seu público. Mas testar uma ou outra novidade, experimentar uma ou outra estratégia também é bem pertinente. O que você acha que funciona na sua organização?


* Aloisio Aguiar é especialista em marketing de conteúdo e comunicação digital, com passagens por multinacionais, consultorias e ONGs.

Please reload

© DNA Criativo