Edição 4 da Revista da Reputação foca na Reputação do Brasil e nos relacionamentos

Quarta edição da Revista da Reputação traz para o debate a importância da estabilidade para a reputação do Brasil

 

Reputação não é maquiagem. Reputação não é modinha. Boa reputação depende de uma série de fatores: transparência, estabilidade, honestidade, coerência e uma boa dose de bom senso. Mas o que é bom senso nesse mundo de tantas transformações? Bom senso é respeitar a diversidade, é cultivar relacionamentos em vez de achar que se pode manipular situações. E é sobre tudo isso que trata a quarta edição da Revista da Reputação. 


Na matéria de capa, o impacto de dois impeachments presidenciais em menos de vinte e cinco anos para a reputação do Brasil e de nossos políticos. Como esta história será contada no futuro? Como um golpe ou um ato legal? Sendo um ato legal, teria sido legítimo? Sendo legal e legítimo, o impeachment de um presidente deve ser receitado a três por quatro aos países em crise? A discussão pretendeu ser apartidária. Deixemos nossos pontos de vista de lado para manter a cabeça aberta.


Nos artigos, Ingo Plöger destaca a importância de pensarmos na reputação do Brasil como uma questão de Estado e não de Governo. Denise Coronha comenta as gafes interculturais cometidas durante a Olimpíada Rio 2016. A conclusão é que faltou-nos preparo para lidar com o outro, mas superamos as expectativas ao mostrar que sabemos fazer festa como ninguém, gastando pouco. Camila Andrade pergunta o que vem primeiro: reputação ou relacionamento? E Ricardo Sales nos faz refletir sobre diversidade, quando ainda estamos embalados pelo rescaldo da paralimpíada.  


A era da reputação já é uma realidade para os brasileiros. Uma pesquisa mundial mostra aumento de 76% nos respondentes que acreditam que a reputação da empresa importa mais atualmente do que antes em apenas cinco anos.  É muita coisa. Já na sessão Pelo Mundo, a inglesa Rachel Griffiths reflete sobre as formas de avaliar o engajamento e a percepção dos funcionários sobre uma empresa.


A entrevista é com Alexandre Almeida, presidente da Itambé, que se viu em uma crise envolvendo a morte de uma criança. Mas a Itambé estava preparada e deu uma aula prática de como sair de uma crise sem manchar a sua reputação. E desvendamos também os segredos do sucesso da comunicação de valor do Itaú. 


A Revista da Reputação está no ar e em novo endereço físico. Obrigada a todos os que contribuíram para esta edição e boa leitura!

 

CLIQUE AQUI E TENHA ACESSO À EDIÇÃO 4 DA REVISTA DA REPUTAÇÃO EM PDF

 

Tatiana Maia Lins
Editora da Revista da Reputação 

 

Please reload

© DNA Criativo